Reconstruindo Exu na Casa das Caldeiras

caldeiras_exu

Detalhes da instalação “Reconstruindo Exu”, de Alexandre Furtado e Leopoldo Tauffenbach, durante a exposição Tempo Forte, na Casa das Caldeiras.

Entre os dias 14 e 23 de julho de 2013 aconteceu a exposição Tempo Forte, que apresentou os trabalhos dos artistas participantes do programa de residência artística da Casa das Caldeiras, em São Paulo. Como foi tratado anteriormente neste blog, Reconstruindo Exu é o nome do projeto em desenvolvimento juntamente com o artista Alexandre Furtado. O projeto trata da investigação das muitas dimensões e manifestações do personagem Exu e sua contextualização na contemporaneidade.

Nesta primeira exposição do programa criou-se uma instalação que dialogava com uma das caldeiras da Casa, composta por diversos elementos que remetiam às oferendas e a diferentes aspectos de Exu. Também integravam a obra duas séries de obras gráficas que se apropriavam da linguagem dos cartões postais e eram distribuídas ao público presente e locais estratégicos nas cercanias da Casa das Caldeiras.

A galeria de imagens completa pode ser vista em <http://www.flickr.com/photos/tauffenbach/sets/72157634745199568/>.

Advertisements

Leave a comment

Filed under Uncategorized

A Reconstrução de Exu

exu_logo_15x8

“Exu”: imagem baseada em uma ideia original de Alexandre Furtado.

Já está no ar o blog Reconstruindo Exu, dedicado ao projeto artístico desenvolvido no programa de residência artística Obras em Construção, da Casa das Caldeiras, junto com o artista e amigo Alexandre Furtado.

O blog trará atualizações sobre a pesquisa desenvolvida, bem como as obras geradas no processo e mais informações. Mais que um blog de divulgação, gostaríamos que servisse como um banco de dados sobre esta entidade tão complexa do imaginário brasileiro.

O blog está totalmente aberto a críticas e sugestões, e pede-se a todos os interessados que colaborem com essa pesquisa, contribuindo com o envio de quaisquer informações a respeito do tema. As contribuições podem ser feitas a partir de indicações de material, relatos de qualquer natureza ou imagens, sejam de trabalhos pessoais ou de terceiros.

Nós, os artistas, não trabalhamos a partir da perspectiva de uma determinada orientação religiosa, mas considerando as múltiplas imagens de Exu, construídas a partir de diversas bases, no contexto cultural brasileiro como um todo. Por isso estamos abertos a estudar todas as perspectivas, mesmo aquelas consideradas polêmicas.

O endereço da página do projeto é http://reconstruindoexu.blogspot.com.br/

As contribuições podem ser enviadas para o endereço reconstruindoexu@gmail.com

Contamos imensamente com a participação de todos para o enriquecimento do projeto. Todos os colaboradores serão creditados, salvo em caso de pedido de anonimato.

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Residência artística na Casa das Caldeiras

É com muita satisfação que recebo a notícia que fui um dos artistas selecionados para o projeto de residência artística da Casa das Caldeiras. Junto com o amigo e artista Alexandre Furtado desenvolveremos um projeto intitulado “A Reconstrução de Exu”.

Para saber mais sobre o projeto e os outros selecionados, acesse: http://www.casadascaldeiras.com.br/blog/Caldeiras/HOME/HOME.html.

Laroiê!

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Ensaio

 

 

Estudo para uma futura iluminura.

estudo_iluminura

2 Comments

Filed under Uncategorized

Phallus

Alguns desenhos de entidades fálicas, imaginárias ou não. Clique na imagem para ver a galeria completa.

Sobre o falo na Arte e sua simbologia, clique na imagem abaixo:

Enquanto isso, no Japão, a primavera é recebida com um festival totalmente dedicado ao culto do falo.

Veja a reportagem da BBC  clicando AQUI. Para ver mais fotos do festival clique AQUI.

Leave a comment

Filed under Uncategorized

4

No primeiro semestre deste ano pude cursar uma disciplina do Programa de Pós-Graduação em Artes da ECA-USP, sob orientação de Claudio Mubarac. Durante o curso, cada participante teve a oportunidade de desenvolver um trabalho que poderia ser apresentado como atividade de conclusão da disciplina. Inspirado pelo conteúdo da disciplina, aproveitei para retomar uma investigação que havia iniciado há algum tempo, sobre símbolos litúrgicos de agrupamentos quádruplos.

O mapeamento desses símbolos começou baseado em livros sobre religião, alquimia e psicologia de diferentes autores. Entre eles estão Eliphas Levi, G. O. Mebes, Alejandro Jodorowsky, Mircea Eliade e Carl G. Jung. Outra referência importante foi o baralho de tarô e a Bíblia.

Desenhos de estudo para o trabalho “4”.

Inicialmente foram realizados vários desenhos em um antigo bloco de papel colorido, sem planejamento, sem preocupações com disposição ou integridade do papel. Esses desenhos formaram a base de elementos essenciais que foram usados para a execução da obra final.

Terminei por escolher os seguintes grupos para trabalhar: os naipes do baralho, os quatro elementos, os quatro animais bíblicos, as letras hebraicas do nome de Deus, as letras latinas da inscrição na cruz de Cristo, os quatro lemas mágicos e, finalmente, quatro órgãos do corpo humano. Cada elemento foi dissociado de seu respectivo grupo para ser então combinado com os outros símbolos a partir de critérios de analogia.

Com as versões finais de cada imagem concluídas, foram então enviadas à grafica para serem impressas em offset com tiragem inicial de 8000 cópias, para distribuição em locais públicos como panfletos.

Imagem da peça “Saber”, que integra a série “4”.

Confira aqui a galeria com todos os desenhos e as versões finais dos 4.

Leave a comment

Filed under Uncategorized

Projeto Volante

Em maio e junho deste ano tive a oportunidade de participar do Projeto Volante, idealizado pelos artistas Marcelo Heleno, Cleiri Cardoso e Paula Ordonhes. A proposta do projeto, de convocatória aberta, é socializar estampas artísticas por meio de distribuição indiscriminada, à maneira de volantes e panfletos comuns. O projeto, iniciado em 2009, atingiu novas proporções este ano, e as ações foram centradas em três cidades do Canadá: Trois-Rivières, Quebec e Montreal. Além das ações de distribuição, todos os impressos participantes foram expostos no Atelier Presse Papier, em Trois-Rivières. As normas de participação pediam que os volantes tivessem obrigatoriamente a medida de 16cm x 16cm, tiragem mínima de 50 exemplares e fossem executados com processos manuais de estampa, descartando, portanto, processos digitais de impressão. Devo destacar que desde o término de minha investigação de mestrado venho me interessando cada vez mais por ações artísticas que socializam obras fora dos espaços tradicionais (entenda-se museus, galerias e espaços para este fim, ainda que a rua também possa ser vista como o espaço mais tradicional para a exposição e apreciação da arte).

A imagem que ilustra este post é o meu trabalho para o projeto, uma linoleogravura, cujos observadores mais atentos poderão vê-lo nas fotos das ações na página do projeto. Lá também consta a lista com todos os artistas participantes bem como suas respectivas obras. Visitem o blog do Projeto Volante e não deixem de explorá-lo: http://projetovolante.blogspot.com.br/

Leave a comment

Filed under Uncategorized